Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Publicidade

16
Jun16

As crises, as p**** (porcarias) das crises!

img_2927.png

 

Pois é, saga continua, a interminável saga das minhas crises de barriga. Há uns tempos escrevi que achava que eram paragens de digestão, pois agora tenho a certeza que não tem nada a ver com isso.

 

Desta vez consegui adoptar uma metodologia mais cientifica para calcular o que me estava a causar estes danos. A última grande crise que tive foi quando comi um tofu feito por mim, que levava molho de tomate e mais uns quantos ingredientes, na altura fiz o equivalente a três porções e comi só uma, a noite que se seguiu foi terrível com imensas cólicas e nos dias seguintes fiquei combalido, com uma ligeira dor na barriga (como se dorido de um impacto forte). Bom, como no dia seguinte não podia comer decidi congelar o dito tofu.

 

Há coisa de duas semanas decidi experimentar o tofu outra vez, desta vez a barriga estava 100% boa, sem qualquer sinal de Crohn, nesse dia não comi qualquer porcaria que pudesse desencadear a doença... a não ser o tofu da morte!

 

Escusado será dizer, o tofu não desiludiu com o seu catasTOFUco catastrófico efeito destruidor de barrigas. Quando me fui deitar já me estava a sentir mal, e o resto da noite não foi grande coisa! Felizmente já ia avisado da vez anterior e decidi comer uma porção menor e ter atenção a tudo o que me pudesse fazer mal, por isso as consequências não foram tão nefastas como a vez anterior, tive "apenas" uma noite muito mal dormida e um dia a seguir de muito cuidado para ver se a coisa não descambava.

 

 

A conclusão da história é que há um ingrediente naquele cozinhado que me deixa a barriga em alerta vermelho, desconfio da massa de pimentão (a dose era pequena) e da polpa de tomate. O louro, alho, vinho, vinagre de cidra, pimenta preta, sal e tofu sei que não me fazem mal porque ingiro com frequência e não costumo ter problemas. Mas tive ajuda da Maria na confecção da refeição e por isso não tenho a certeza de todos os ingredientes usados e como já passou imenso tempo, nenhum de nós os dois se lembra bem do que foi usado. Na próxima consulta de gastro tenho de falar em fazer testes de alergias/intolerância alimentar para ver se é possível saber qual o misterioso ingrediente da morte!

 

 

ps: Estou a escrever este texto um pouco à pressa, qualquer erro avisem-me sff. 

4 comentários

Comentar post