Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Publicidade

18
Jun16

Para nos rirmos um bocado

Quem não tem muito sentido de humor de WC pode passar para o próximo post.

 

Quem, como eu, gosta pode prosseguir e chorar a rir como eu chorei.

 

De vez em quando dou um saltinho ao reddit, em especial ao Portugal e leio algumas das novidades do dia. Pois ontem deparei-me com este post, tem especial piada porque a pergunta era sobre as pessoas que têm problemas em fazer o curso na universidade e um dos redditors sai-se com esta pérola:

 

mau-bocado-no-ensino-superior.png

 

Sim, isto podia ter acontecido a qualquer um de nós, a mim aconteceu numas férias mas o WC do centro comercial estava limpo e tinha papel! Podia ter sido muuuuuito pior haha ..

 

Deixo em baixo a transcrição do texto:

 

                                                                                                                                                       

 

Alguém aqui que tenha passado um mau bocado no ensino superior?

Uma vez tinha comido cozido no dia anterior e então estava numa aula, comecei a sentir a barriga ali às voltas e ainda tentei aguentar mas tava a ver que não ia dar."Professora, posso ir à casa de banho?"Vou a correr para o wc, chego lá, não tinha tampo nem nada, sanita toda mijada, não tinha papel para limpar. Pus-me de cócoras e comecei a disparar diarréia pela sanita toda, para dentro e para fora e sinceramente não sei como é que não caguei as calças. Ainda tive lá uns 15 minutos com os joelhos semi-fletidos até esvaziar o intestino todo, as pernas estavam a tremer e estava a ver que a qualquer altura os músculos iriam ceder e eu ia escorregar com o cu para a sanita que estava toda cagada e mijada.No fim e para limpar o cu?? Tive de sacar dos lenços do ranho usados que tinha nos bolsos e tentei fazer e melhor utilização possível daquilo. Foi uma história com um final feliz, consegui limpar o cu, puxei as calças para cima e voltei para a aula como se nada se tivesse passado... mas foi um mau bocado.

07
Mai16

Em negação

fullsizerender.jpg

 

Acho que estou em negação relativamente à minha nova doença.

 

Tenho dormido imenso mas passo os dias cheios de sono, não fiz uma única asneira de alimentação mas estou com dores de barriga. Estou normal por fora mas não estou normal por dentro e tenho uma ligeira noção disso. Não estou triste mas também não estou feliz, estou apático. Estou com aquela vontade de estar sozinho num canto com musica nos ouvidos a abstrair-me da vida. É uma sensação que não me é estranha, já a senti muitas vezes, mas não é o meu estado normal.

 

 

Bom, vou trabalhar para ver se me distraio disto .

 

 

ps: Estou super chateado por saber que não posso correr e que portanto nunca conseguirei fazer a meia Maratona (andava a treinar para isso), ou melhor, se calhar até conseguia mas NÃO devo mesmo fazer isso. .

 

A ouvir isto em loop.

13
Mar13

Pelos

O Post que se segue é nada mais nada menos que uma parvoíce pegada, todos os leitores em busca de algo sério podem passar à frente .

 

Como já se viu num post anterior já passaram 4 anos que comecei o blog e que comecei também a registar a minha vida Crohniana. Muita coisa mudou desde essa altura na minha vida. Tenho outro carro, vivo numa vivenda em vez de um apartamento, já estive sem e com computador, tenho um telemóvel com internet, acho que estão a perceber o quero dizer.

 

Então e o corpo mudou? Comecei o blog com 47Kg, desci e subi muitas vezes, abcesso no intestino, internamento, operação, recuperação, e actualmente tenho mais 14Kg em cima do que o que tinha na altura. Passei de doença descontrolada para doença em estado remissivo. Tenho o mesmo numero de dentes, unhas e centímetros de altura. Menos uns milhares de cabelos e mais uns MILHÕES de pelos! 

 

Parece que consegui escrever três parágrafos antes de chegar ao cerne da questão, ao centro do assunto, ao ponto central, baaaaaah, vamos lá então!

 

Os leitores do sexo feminino deverão estar mais familiarizados com o gravíssimo assunto que são os pelos corporais mas vamos analisar a situação em pormenor antes de passarmos aos fluxos migratórios ocorridos no meu corpo.

 

O corpo humano está coberto de pelos da cabeça aos pés no entanto nós não os percepcionamos todos da mesma forma. Tudo o que tem um folicolo na base e um polimetro a nascer continuamente ou intermitentemente é um pelo, então porque lhes damos nomes diferentes?

 

Comecemos então pela cabeça. Os cabelos serão os mais beneficiados de todas as pilosidades humanas, pertencem às forças do bem, e são tão importantes que temos nome para quem não os tem (os carecas) mas não temos para quem os tem! E antes que se armem em espertos... cabeludos não conta!  É um dado adquirido e em grande parte um cartão de visita. Não há muita gente que queira tirar os cabelos, são um bem apreciado pela maioria de nós tirando os skinheads. Na mesma cara que tem os cabelos podemos ter sobrancelhas e pestanas que está tudo bem. As pestanas ascendem a um pódio onde andam sozinhas, são os únicos pelos que as mulheres gostam que sejam grossos, compridos e ligeiramente encaracolados, veja-se que até há produtos e aparelhos para os aumentar! Já se um homem fizer isso não é muito bom sinal, ou melhor, muito bem aceite pela generalidade de nós (não quero aqui fazer juízos de valor ). Descendo um pouco mais temos o bigode, barba e pelos dos ouvidos. A barba é um exclusivo masculino e tem um nível de aceitação mais ou menos decente dependendo da pessoa e como é usada. É certamente o conjunto de pelos onde há mais criatividade, os cabelos também podem ter muitas variações mas são mais sujeitos a standart’s, a barba é como um homem quiser e pode e muitos casos tomar formas atrozes. Penteados malucos não se vêm tantos. Portanto neste momento sobra o bigode e os dos ouvidos. O bigode é interessante porque é mau para todas as mulheres mas por outro lado há até países em que é um must have para os homens! E embora todas as mulheres não queiram um bigode na sua cara quando se fala da cara dos seus namorados/maridos/actores preferidos/e sei lá o que mais :lol: as coisas dividem-se, não me perguntem dados estatísticos que não os tenho!  Quanto aos pelos dos ouvidos são maus em qualquer situação, a não ser que vivam no deserto, nesse caso pouparão muito dinheiro em cotonetes, muito chato ter areia nos ouvidos...!!!! 

 

Mas vamos então reflectir um pouco melhor sobre o assunto, repararam no que aconteceu na cabeça? Não? Acabam aqui os pelos com nomes especiais (tirando aqueles lá de baixo, mas esse nome é calão!). Os pelos bons têm nome normal e bom, os pelos maus não! (Vamos deixar aqui uma excepção para o buço). Os pelos começam a ser maus nos ouvidos e seguem por aí a baixo a ser maus até aos pés e não é estranho que alguém só os tenha na cabeça, coisa que não se pode dizer da situação contrária!!! 

 

Agora que já ficaram para trás os mais importantes vamos despachar o resto do corpo depressa:

 

  • Pelos do peito
  • Pelos das costas
  • Pelos dos sovacos
  • Pelos dos braços
  • Pelos das pernas
  • Pelos dos pés
  • Pelos do rabo
  • Pelos que não são nenhuns dos anteriores e que têm nome próprio! 

 

Não me vou alongar muito mais sobre a matéria porque acho que o post já vai longo mas não queria deixar de dizer duas coisas.

 

A primeira é perceber porque é que há pelos de tamanhos diferentes, alguém me explica como é que os pelos sabem que já têm tamanho suficiente e não crescem mais? Porque é que as nossas sobrancelhas e pestanas não ficam longas como cabelos?

 

A segunda é que desde que fui operado estou cada vez com menos cabelos na cabeça e mais cabelos em todo o corpo com especial incidência no peito e costas... 

 

.

ps: Eu sei que faltou falar dos do nariz... 

ps2: Não tenho tempo para fazer revisão do texto agora, se virem algum erro avisem sff.

11
Mar13

Salve-se quem puder.

Hoje navegava pela internet e deparei-me com esta imagem:

 

salve-se_quem_puder.jpg

 

É engraçado como as coisas ficam gravadas na nossa memória não tanto pelo seu conteúdo mas mais pelo o seu contexto. E passo a explicar, o programa, que podem ver um excerto aqui, consistia em simplesmente fazer figura de parvo e tentar não acabar dentro de água empurrado pela parede. Já nem me recordo se e quais eram os prémios!

 

O programa era engraçado e foi mais ou menos um sucesso naquele verão, quem nunca o viu? Mas para mim este será sempre o programa que dava à noite no quarto do Hospital e que vi todos os 12 dias que estive internado. Depois disso nunca mais o consegui ver... 

04
Fev13

Unha

Este post não tem nada a ver com a doença de Crohn.

 

É apenas uma curiosidade, coisas de Engenheiro . Durante o verão, no início de Agosto fiz umas obras aqui em casa, e por duas vezes deixei cair um pedaço de madeira de uma altura equivalente à minha cintura em cima do dedo grande do pé. Nos dias seguintes até fiquei um pouco cocho. O dedo em sangue deixou uma marca no meu pé, e na unha também!!

 

wpid-img_20130202_123608.jpg

 

Já passaram 6 meses e a marca está onde se pode ver. Vou ficar a saber quantos meses de unha tenho nos pés  .

22
Out12

Ultima História de Crohn

E com o post anterior acabou-se o meu stock de Histórias de Crohn por publicar. Espero que tenham gostado de ler Crohn contado por outras pessoas. Agora tenho de ver se começo a adiantar as partes do blog que faltam:

 

  • Doença de Crohn
  • Alimentação
  • Medicamentos

 

E com isto não quero de todo dizer que vai ser brevemente porque ando num ritmo que não sei quanto mais tempo vou aguentar, vou-me calar para não parecer um disco rachado .

 

edit: Tinha-me esquecido de agradecer a todos os que participaram a ajudaram-me a ajudar outras pessoas com Crohn.