Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

24
Mar09

3ª Injecção

terça-feira, 24 de março de 2009

Boas noites, volto a escrever, desde já as minhas sinceras desculpas por estar a escrever no blog por atraso mas compromissos de natureza pessoal (preguiça) não me deixaram com outra alternativa senão escrever um pouco mais tarde.

 

Como já tinha referido no primeiro post, as idas ao Hospital são uma verdadeira aventura, acordar cedo, apanhar trânsito, ficar horas à espera, pagar horas e horas de parque, voltar para o trânsito e chegar a casa de rastos.

 

Não, hoje não foi assim, muito provavelmente porque tinha consulta marcada (espantem-se). Quando cheguei junto do guichet aconteceu algo muito caricato, era o único “cliente”? e ainda tive de esperar que as senhoras terminassem a conversa que estavam a ter e que nada tinha a ver com o hospital. Uma das três reparou que eu estava lá e chamou pela senha 21, (há duas semanas atrás ainda não tinham instalado o sistema, mas concordo a 100% com a sua implementação) e portanto fui apanhado um pouco de surpresa, no decorrer da situação, não sei se pela cara que a senhora fez, perguntei se era preciso tirar senha, ao que me respondeu que sim, tirei a senha e dei-lhe, ela pegou e deitou para o lixo!!! Porquê??? porquê pedir a senha se não estava ninguém na fila, a sala estava quase vazia...

 

Fora este aparte, recebi ordem para entrar, esperei um pouco lá dentro e rapidamente chegou a minha vez, a enfermeira que me atendeu foi a mesma da ultima vez, cheguei a dizer que é espanhola? Pode não ser, mas tem sotaque, é simpática, fez um gracejo sobre se eu não ia quase desmaiar como da ultima vez, teve alguma piada :). Fomos para uma sala mais abrigada, em termos de higiene e olhares indiscretos, injectar em frente a toda a gente seria muito desconfortável.

Perguntou-me se estava tudo bem, nenhumas reacções alérgicas etc, e após a confirmação pediu-me para administrar a injecção. Fiz como me tinha ensinado da outra vez, a mesa foi desinfectada, lavei as mãos, abri a caneta e posei na embalagem, abri o toalhete e desinfectei a pele, agarrei um pedaço de pele na barriga, no local da imagem seguinte:

 

transferir-3.jpg

 

encostei a caneta a 90º, disparei e contei até 10 para ter a certeza que todo o conteúdo é injectado embora ele acabe aos 5 ou 6 segundos. Retirei a caneta, pus na embalagem de seringas e desinfectei novamente o local (atenção que não se deve raspar, apenas pousar o toalhete em cima durante alguns segundos).

 

Ela disse-me que estava tudo bem e disse também que não preciso de dar as injecções nas pernas visto a minha dose ser pequena (só de duas em duas semanas), o que me deixou aliviado, dar nas pernas é mais difícil de certeza 😲.

 

A zona da injecção fica um pouco dorida no próprio dia, mas no dia seguinte já não dói. Dei esta injecção como deve ser, não se vê sequer a zona onde a agulha penetrou. Já estava a ficar um pouco mal da barriga de novo mas hoje, dia seguinte, já não sinto nada na barriga e acho que estou com melhor disposição! 

 

🙂🙂🙂

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.