Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

13
Mar13

Pelos

O Post que se segue é nada mais nada menos que uma parvoíce pegada, todos os leitores em busca de algo sério podem passar à frente .

 

Como já se viu num post anterior já passaram 4 anos que comecei o blog e que comecei também a registar a minha vida Crohniana. Muita coisa mudou desde essa altura na minha vida. Tenho outro carro, vivo numa vivenda em vez de um apartamento, já estive sem e com computador, tenho um telemóvel com internet, acho que estão a perceber o quero dizer.

 

Então e o corpo mudou? Comecei o blog com 47Kg, desci e subi muitas vezes, abcesso no intestino, internamento, operação, recuperação, e actualmente tenho mais 14Kg em cima do que o que tinha na altura. Passei de doença descontrolada para doença em estado remissivo. Tenho o mesmo numero de dentes, unhas e centímetros de altura. Menos uns milhares de cabelos e mais uns MILHÕES de pelos! 

 

Parece que consegui escrever três parágrafos antes de chegar ao cerne da questão, ao centro do assunto, ao ponto central, baaaaaah, vamos lá então!

 

Os leitores do sexo feminino deverão estar mais familiarizados com o gravíssimo assunto que são os pelos corporais mas vamos analisar a situação em pormenor antes de passarmos aos fluxos migratórios ocorridos no meu corpo.

 

O corpo humano está coberto de pelos da cabeça aos pés no entanto nós não os percepcionamos todos da mesma forma. Tudo o que tem um folicolo na base e um polimetro a nascer continuamente ou intermitentemente é um pelo, então porque lhes damos nomes diferentes?

 

Comecemos então pela cabeça. Os cabelos serão os mais beneficiados de todas as pilosidades humanas, pertencem às forças do bem, e são tão importantes que temos nome para quem não os tem (os carecas) mas não temos para quem os tem! E antes que se armem em espertos... cabeludos não conta!  É um dado adquirido e em grande parte um cartão de visita. Não há muita gente que queira tirar os cabelos, são um bem apreciado pela maioria de nós tirando os skinheads. Na mesma cara que tem os cabelos podemos ter sobrancelhas e pestanas que está tudo bem. As pestanas ascendem a um pódio onde andam sozinhas, são os únicos pelos que as mulheres gostam que sejam grossos, compridos e ligeiramente encaracolados, veja-se que até há produtos e aparelhos para os aumentar! Já se um homem fizer isso não é muito bom sinal, ou melhor, muito bem aceite pela generalidade de nós (não quero aqui fazer juízos de valor ). Descendo um pouco mais temos o bigode, barba e pelos dos ouvidos. A barba é um exclusivo masculino e tem um nível de aceitação mais ou menos decente dependendo da pessoa e como é usada. É certamente o conjunto de pelos onde há mais criatividade, os cabelos também podem ter muitas variações mas são mais sujeitos a standart’s, a barba é como um homem quiser e pode e muitos casos tomar formas atrozes. Penteados malucos não se vêm tantos. Portanto neste momento sobra o bigode e os dos ouvidos. O bigode é interessante porque é mau para todas as mulheres mas por outro lado há até países em que é um must have para os homens! E embora todas as mulheres não queiram um bigode na sua cara quando se fala da cara dos seus namorados/maridos/actores preferidos/e sei lá o que mais :lol: as coisas dividem-se, não me perguntem dados estatísticos que não os tenho!  Quanto aos pelos dos ouvidos são maus em qualquer situação, a não ser que vivam no deserto, nesse caso pouparão muito dinheiro em cotonetes, muito chato ter areia nos ouvidos...!!!! 

 

Mas vamos então reflectir um pouco melhor sobre o assunto, repararam no que aconteceu na cabeça? Não? Acabam aqui os pelos com nomes especiais (tirando aqueles lá de baixo, mas esse nome é calão!). Os pelos bons têm nome normal e bom, os pelos maus não! (Vamos deixar aqui uma excepção para o buço). Os pelos começam a ser maus nos ouvidos e seguem por aí a baixo a ser maus até aos pés e não é estranho que alguém só os tenha na cabeça, coisa que não se pode dizer da situação contrária!!! 

 

Agora que já ficaram para trás os mais importantes vamos despachar o resto do corpo depressa:

 

  • Pelos do peito
  • Pelos das costas
  • Pelos dos sovacos
  • Pelos dos braços
  • Pelos das pernas
  • Pelos dos pés
  • Pelos do rabo
  • Pelos que não são nenhuns dos anteriores e que têm nome próprio! 

 

Não me vou alongar muito mais sobre a matéria porque acho que o post já vai longo mas não queria deixar de dizer duas coisas.

 

A primeira é perceber porque é que há pelos de tamanhos diferentes, alguém me explica como é que os pelos sabem que já têm tamanho suficiente e não crescem mais? Porque é que as nossas sobrancelhas e pestanas não ficam longas como cabelos?

 

A segunda é que desde que fui operado estou cada vez com menos cabelos na cabeça e mais cabelos em todo o corpo com especial incidência no peito e costas... 

 

.

ps: Eu sei que faltou falar dos do nariz... 

ps2: Não tenho tempo para fazer revisão do texto agora, se virem algum erro avisem sff.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.