Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

Blog Vencer a Doença de Crohn

Blog que acompanha a evolução da (minha) doença de Crohn, e que aborda temas/assuntos relativos à doença.

23
Mar09

Primeiro dia de Tratamento

9 de Março de 2009

 

Dia de tomar a primeira dose.

 

       Acordei cedo, tinha que estar no hospital antes das 10h, não quero ficar horas e horas à espera como é costume, já vou mentalizado para a espera mas tenho sempre uma leve esperança de que seja atendido rapidamente.

       Depois de muito transito chego finalmente ao Hospital dos Capuchos, passei pelos devidos sítios para levantar os exames. Não demorou muito a ser atendido mas fiquei depois muito tempo à espera lá dentro. Não gosto particularmente da forma como os hospitais estão organizados, mas temos de seguir em frente embora me irrite um pouco coisas tão mal programadas!!!

       Passadas umas horas e até algumas peripécias lá chegou a hora do tratamento. Fui à farmácia buscar o Humira, e fiquei um pouco espantado, primeiro a senhora tirou um saco, e foi depois buscar uma placa de gelo que colocou dentro do saco juntamente com as caixas de Humira. Disse-me que tenho que manter o medicamento sempre fresco e em casa colocar dentro do frigorifico, mas não encostar ao fundo porque não pode congelar!!!

       Voltei então para o Hospital de Dia Gastro. A enfermeira disse-me para a seguir e com ela vieram o que acho serem 4 estagiárias ou algo do género, comecei logo a ficar MUITO NERVOSO!!! Quer dizer, são da minha idade, talvez um pouco mais novas, tenho até uma amiga que está a tirar enfermagem, meu deus não queria acreditar...

       A enfermeira explicou-me todos os passos do tratamento e aplicou a primeira caneta, até aí tudo bem, dói, dói bastante, mas nada do outro mundo.

       Chegou depois o momento de ser eu a administrar a caneta a mim mesmo. E não tenho problemas com agulhas mas isto dói, ser a própria pessoa a premir o gatilho que vai originar a dor não é fácil, posso-vos garantir! A enfermeira começou então a fazer perguntas e a dar conselhos, eu comecei a sentir as pernas quentes, os braços pesados e os ouvidos ao fundo do túnel! Devo ter ficado branco como os dentes do Paulo Portas, ela perguntou-me se eu me estava a sentir bem, disse-lhe a verdade, e ela respondeu que não me preocupasse que não era alergia ao tratamento, que isso não acontecia tão rápido, o que tive foi uma quebra de tensão, já não comia há 4 horas, estava muito calor e além dos nervos normais do tratamento ainda tinha as 4 raparigas a olhar para mim, eu ali com a barriga à mostra, não quero arranjar desculpas, mas foi uma situação que me deixou desconfortável, não gosto destas vulnerabilidades...

       Relativamente ao tratamento, as duas injecções que recebi foram como está no desenho seguinte:

 

transferir-1.jpg

 

       Quanto ao Humira, deixo aqui a página oficial para quem quiser consultar,  a caneta que se injecta nas zonas sombreadas no desenho anterior tem o seguinte aspecto:

 

transferir.jpg 

 

       A injecção é sub-cutânea  (foi o que a enfermeira me disse) . A caixa tem este aspecto:

 

transferir-2.jpg

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.